2008/07/01

Silver Jews

Paixão

Uma das coisas que mais prazer me dá, nesta coisa da musica, são as paixões inesperadas, aquele sentimento estranho de difícil explicação e de complexa justificação. Gosta-se (e muito) e pronto, é tudo quanto basta.
A banda de David Berman tocou-me a alma em 1998, alguém num acto de pura simpatia, alguém agarrou no American Water e disse-me: “ouve, acho que tem muito a ver contigo”… preciosa alma. Depois disso, parti à descoberta do maravilhoso mundo de Silver Jews, primeiro com Starlite Walker (1994) e logo de seguida com o The Natural Bridge (1996). Dessa data até hoje nunca mais perdi o fio à meada, Bright Flight (2001) e a obra prima Tanglewood Numbers (2005). E o mais interessante nesta caminhada, é que a intensidade aumenta de uma forma quase matemática, palavra a palavra, canção a canção, disco a disco, é a construção do cosmos “silveriano” a tomar conta do meu ser.
O mais recente trabalho dos Silver Jews, chega na altura em que a ressaca estava a ficar insuportável, a dependência provocada pela necessidade de uma nova dose de canções e de novos poemas de Barman é altamente dolorosa, com Lookout Mountain, Lookout Sea acaba a angustia e abre-se a esperança. “What Is Not But Could Be If” é a abertura perfeita, lenta, intensa, pacifica, é a antítese ideal de todo o disco. A “trilogia” alt-pop composta por “Suffering Jukebox”, “My Pillow Is The Threshold“ e “Strange Victory, Strange Defeat“ é de arrasar com a mais sossegada das almas, é impossível não tomar atenção, é ao mesmo tempo uma brilhante e demolidora sequência.
O sexto álbum de Silver Jews é musicalmente um tratado, transborda melodias rock-folk por todos os poros, é Cash, é V.U., é Dylan, um disco mais que perfeito, da mais exemplar banda da actualidade.

Momento Mágico: We Could Be Looking For The Same Thing


Silver JewsLookout Mountain, Lookout Sea (2008) – Drag Cit

1 comentário:

André disse...

Esse blog é interessantíssimo e inteligente!O post sobre Chris Garneau é exatamente o que eu gostaria de escrever sobre ele se eu ainda postasse em um site. Excelente!